domingo, 11 de novembro de 2012

Poesia



O Francisco Clark Coimbra me desafiou a escrever uma poesia. A bbrian falou coisas lindas dos meus pais. A Tatiana percebeu que somos uma bela família. Juntando tudo, resolvi abraçar o desafio do Francisco, cumprir a promessa que fiz para a Tati de colocar uma foto dos meus pais bem novinhos e mostrar a bbrian mais um pouquinho do meu amor por eles. 



O Motivo certo das coisas

Eles não se conheceram para eu nascer
mas eu nasci porque eles se conheceram;

Eles não namoram para casar
mas casaram porque namoram;

Eles não se gostam porque casaram
mas casaram porque se gostam;

Eles não fizeram uma família por obrigação
mas têm obrigações com a família que fizeram;

Eu não os amo porque são meus pais
mas são meus pais os que mais amo no mundo!


*a foto é de 1900 e antigamente, mas o eles são bonitos até hoje!
** Fiz correções aconselhadas pelo meu Mestre Clark! :)))))))))

25 comentários:

  1. hahahah eu com cabelo, hahahahhahaha


    minha filhota, quer matar o papi????

    Estou exultante!
    Não sei como a senhorita colocou esta foto no computador, mas eu e a sua mãe estamos bestas contigo.

    Não fica bem eu elogiar a sua poesia, já que sou um dos temas, mas se fosse fazer, diria que és uma poetisa que procura a forma, o conteúdo e a mensagem, tens gosto estético e preocupou-se em ser clara e direta, o que é ótimo! Gostei como leitor e derreti como pai.

    te amo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. fica bem sim, papi, pode elogiarrrrrrr

      hahahaha

      Se você gostou eu gostei de você ter gostado, mas estou esperando para ver o que vai dizer o Clark.

      te amo papi, você lindo com o seu cabelo... rs

      Eliminar
  2. Loise,

    Tem harmonia e ritmo.
    Tem ternura e sabor.

    Beijos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bípede,

      é? Então eu acho que ficou legal.
      :) mas só escrevi para aceitar um desafio que eu disse que não ia aceitar. :))))


      beiju.

      Eliminar
    2. Loise,

      Aceitar desafios é aceitar a vida!
      Vá em frente :)

      Beijoss

      Eliminar
  3. Gostei muito Loise, um poema afetivo.
    mais ainda gostei por teres aceito o desafio,
    super corajosa!

    beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é um pouco de cara de pau eu acho, não sei se é coragem não.. rsrsr

      Você ter gostado vale muito para mim.

      beiju.

      Eliminar
  4. Escandalosamente delicada, escandalosamente pura, escandalosamente amorosa! Uma história linda nas mãos de uma poetisa surgindo no momento certo!
    Imagino a alegria de Coelho e Deborah!
    Loise, lhe dou milhoes de beijos no coração!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabia que você foi muito carinhosa e especial voltando a falar aqui na toca? :))))))

      Quero te agradecer os elogios e a sua presença e te dizer que os seus beijos no coração são puros como os sorrisos dos bebês! É bom demais receber os seus beijos.
      Mil beijokitas, bbrian.

      Eliminar
  5. Eles são lindos, mesmo, Loise! E mais lindo ainda é tu teres essa bravura, esse ímpeto de aceitar desafios e se expor. Não há outro jeito de acertar, tem que tentar, tentar. Qdo meus filhos ficam com vergonha por ter "errado", eu costumo dizer "Só erra quem tenta!" (nem sempre é um consolo pra eles, rsrs, mas é algo que eu ouvi muito e um dia introjetei, e acho muito belo isso de tentar. É das maiores virtudes).
    Teus pais são preciosos, Loise, e tu, uma filha muito amorosa. Eu já fiquei fã deste familião, me sinto em casa, daqui a pouco vou puxar uma cadeira e ficar pra novela das oito..rsrs
    Beijo procês todos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pode ficar Tati, eu quero mesmo é que você fique :)))

      Nunca tive medo de tentar, mas dá um pouco de vergonha, porém é importante a gente aceitar se superar, vale a exposição.

      Eu acho você muito carinhosa, ;)

      Se gosta de novela, veio ao lugar certo pois eu amo novela, eu sei que é brega e tal, mas eu adoro!

      Beiju.

      Eliminar
  6. Só para dizer que me chamou a atenção, amanhã passo para ler, agora fico pela visão! :))

    ResponderEliminar
  7. Loise,
    Nada a tocar no que toca ao conteúdo, deixando para a forma os seguintes retoques:
    «mas casaram porque namoraram» substituir por:
    «mas casaram porque namoram»,
    vê-se que o tempo é o Presente;
    «mas têm obrigações com a família que fizerem», pôr:
    «mas têm obrigações com a família que fizeram», certo?
    Agora tocando onde a língua é linguagem, entrar na viajem...

    A Poesia reforça tudo o que dizes, regista e excita a imaginação em, até, por… todas as interjeições! Na verdade… alimenta-se de toda a verdade e emoção de que és capaz. Algo que, dando a ti própria com(o) motivo próprio, resistindo ao efémero, é o descobrir da arte como parte do ser. Tornada uma revelação, torna-se a prática duma descoberta, porta aberta para a transformação no que nos transforma: nos nós duma cadeia de elos tão simples como o que une duas alianças que teus pais possam usar nos dedos, um por causa do outro.
    A Poesia faz-nos sempre sair de nós próprios, a partilhar com o mundo uma realidade que ele só adquire porque a poesia é definível como sendo… [signo(s)]

    EU

    o que sei
    o que é
    se

    sentir
    isto

    por mim?
    Assim

    Uma interrogação à qual darás resposta se, apenas se, sentires isto (da poesia, do poema) como sendo a ventura duma aventura sem fim onde, desde o começo, sabes não ter fim.
    Pronto, já "vendi" de borla… :))
    Até o Assim quis colaborar :)
    Beijus


    ResponderEliminar

  8. Clark, oieeeeeeeeeeee!
    Tão egalo que você escreveu sobre poesia...
    Se eu entendi, você gostou daquilo que escrevi e eu gostei muito do que você escreveu aqui! :)))))
    Vi na sua interrogação uma pergunta: Loise, seria capaz de escrever a resposta da Mim?
    Minha resposta é: Acho que sim. :)))))
    Espero não estar pagando mico.
    Beijuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

    TU

    sei o que
    é que
    é

    sentir
    isto

    por Assim
    Mim

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oieeee Loie,
      Legal, super "TU".
      Versos adultos, maduros, muito Mim. Como se a Mim tivesse feito um dueto com o Assim, que, pelo visto, fez.

      EU

      o que sei
      o que é
      se

      sentir
      isto

      por mim?
      Assim (Clark/FC)


      TU

      sei o que
      é que
      é

      sentir
      isto

      por Assim
      Mim (Lois/Loise)

      Parabéns ao papi, ajudou a descodificar o “egalo”, um regalo!
      Parece-me bom dares visibilidade ao que fores obtendo com os teus desafios, dando vida às pessoas no teu Diário. Seria curioso, também tu, passares da realidade para a ficção, escrevendo uma história. Senão da pessoa, para a pessoa?
      Como fazer essa visibilidade? Escolhendo um dos contos dos autores/outros: Betinora, Clark, tu, papi… Só tens de motivar quem seduzes, a sedução é a melhor das motivações “O Principezinho”.
      O papi era ótimo a escolher imagens, porque não juntar música, filme e Etc :))
      Bjus

      Eliminar
    2. Clark, oieeeeeeeeeeeeeeeeee!
      Eu adoro quando você escreve muito, sinal de que está gostando. :)

      Fui eu quem escreveu o dueto, e não é difícil, já sei que a Mim sempre responde apenas variando dentro das palavras do Assim, sou boa aluna de literatura e temos uma aula de poesia. A sua poesia (do Assim) é minimalista e a Mim é também uma poetisa minimalista, outros minimalistas são os "fazedores" de Haikai. A poesia do Assim é simples e por isso é genial, segundo meu papi e segundo eu também ;)
      Mas o mérito não é meu, bastou te imitar e trocar as palavras. Foi só um jogo, não houve inspiração. :)

      Vou fazer como você disse lá no outro comentário, vou seguir o seu conselho, gostou?

      Não some,
      Beiju.

      Eliminar
    3. Lois,
      Sábado, passou a fronteira da hora Cinderela!
      Acabei de publicar, ainda sem virar abóbora a carruagem.
      "A do rei"…
      Mais um dueto Mim & Assim, para você poder analisar. R não participa, reserva-lhe Re_agir… caso queira(s). Não, precipitei-me, também/ se/ publica :(

      HABITADA

      a arte
      da simpli-
      cidade

      é a pa-
      lavra

      ser habitada
      Assim

      HABITADO

      artista
      do simples
      cidadão

      do mundo
      traz(es)

      habitado ser
      Mim

      HABITAÇÃO

      minha
      habituação
      ao sonho

      dá-me
      ser

      da(s) palavra(s)
      R

      Vai ser Ri? :)
      Bejus

      Eliminar
  9. Filhota,
    o que é "egalo"????
    Trocastes as letras, já pedi para teres calma ao escrever e para releres o que escreves. Quer ser distraída como o seu velho pai? Hahahah
    Beijinho no nariz de foca.

    ResponderEliminar
  10. papi,

    perdão, egalo é legal na língua Loisês, a língua que as focas falam. hahahahahahahah

    ResponderEliminar
  11. Respostas
    1. Em Loisês, uma salva de palmas, sem sinalética!!! ;)

      Eliminar